BA-VI: Números dão favoritismo ao Bahia

Restam seis partidas e a dupla Ba-Vi segue com objetivos até o término do Campeonato Brasileiro. Inicialmente, a permanência na Série A tivera sido o objetivo prioritário de ambos, porém, o futebol apresentado, a diferença de organização tática, qualidade técnica e os números distinguem tricolores de rubro-negros do clássico de amanhã no Estádio Manoel Barradas, válido pelo Campeonato Brasileiro.
Em quesitos ofensivos, apesar do número de gols marcados semelhantes – 33 pró Bahia e 31 pró Vitória – a efetividade do tricolor em alguns fundamentos é superior aos números do leão. O Bahia, por exemplo, é a 5ª equipe que mais finaliza neste Brasileiro 2018. São 389 finalizações com aproveitamento de 40% no alvo. Em eficácia, o Bahia é o 6º no quesito entre todos na Série A. Zé Rafael é o jogador que mais finaliza na equipe (77).
Em contrapartida, o Vitória despencou pela tabela após a queda de rendimento do seu principal referencial técnico: Neílton. O destaque do rubro-negro tem 06 (seis) gols marcados, artilheiro da equipe neste Campeonato Brasileiro. Além disto, Neílton é – ainda – quem mais finaliza no Vitória (38), quem mais oferece assistências para finalizações (41) e para gols (04). É notório que a queda da equipe tem muito a ver com o baixo rendimento de Neílton nos últimos jogos. O Vitória carece do protagonismo, tanto para criar quanto para decidir, do seu principal jogador. O Vitória é apenas a 14ª equipe no quesito finalizações (366) com uma efetividade de 34% ao alvo. O baixo aproveitamento deixa o rubro-negro como a terceira pior equipe no quesito – supera apenas Chapecoense e Paraná.
Quando o assunto é sistema defensivo, o Vitória sofre ainda mais. A equipe tem a defesa mais vazada do Brasileiro (53) ao lado do Sport. Isso pode ser reflexo da dificuldade nos desarmes do Vitória na competição. O rubro-negro baiano é apenas o 19º em efetividade nos desarmes.
Por outro lado, o Bahia é o 7º no quesito. Por exemplo, o volante Gregore possui quase o dobro de desarmes (108) em comparação a Jeferson, jogador que mais desarma no Vitória (55). Para o Ba-Vi, ao menos nos números, os tricolores chegam com vantagem. A 10ª colocação – 40 pontos – coloca o Bahia na luta por uma vaga na Sul-Americana, enquanto o Vitória – 17º com 34 pontos – segue na luta contra o Z4. 


*Tribuna da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário