Denunciado por crime ambiental, Ronaldinho Gaúcho deve R$ 1,8 milhões em IPTU

Denunciado na Justiça por crime ambiental devido a construção ilegal de de um trapiche, com plataforma de pesca a atracadouro na orla do Lago Guaíba, lugar de preservação, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho está com uma dívida de R$ 1,8 milhão de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). De acordo com reportagem do UOL, a quantia corresponde a 19 endereços no nome do atleta, conforme balancete de débitos da Secretara da Fazenda de Porto Alegre. A reportagem ainda apurou que o ex-jogador tem mais imóveis com dívidas, mas os valores estão sob sigilo fiscal.

Só a propriedade denunciada pelo crime ambiental possui uma dívida de R$ 184.561,62 de IPTU de 2012, 2015, 2016, 2017 e 2018. Todos os débitos referentes aos imóveis estão com dívidas em aberto (não quitados) ou em “execução fiscal” – fase de cobrança em processo judicial, fase que envolve exigência de pagamento incluindo penhora de bens.
Com vencimentos datados de 15 anos atrás, o advogado de Ronaldinho, Sérgio Queiroz, afirmou que as “já estão sendo encaminhadas as diligências necessárias para o parcelamento” das dívidas.



*Varela Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário