Militares pedem reajuste salarial em troca de reforma da Previdência

A cúpula das Forças Armadas entregaram uma proposta de reforma da Previdência dos militares ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e ao futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. A oferta, no entanto, está condicionada a um reajuste dos salários dos generais de mais alta patente.
Segundo informações do jornal O Globo, isso provocaria efeito cascata, aumentando os demais salários na hierarquia militar.
A proposta foi apresentada ao novo governo nesta semana, durante agenda de Bolsonaro no Ministério da Defesa e nos comandos das Forças Armadas. De acordo com a publicação, o texto sugerido por eles propõe ampliação do prazo de permanência dos militares na ativa de 30 para 35 anos; idade mínima de 55 anos para aposentadoria de homens e mulheres; e contribuição a ser paga também por cabos, soldados, alunos das escolas de formação militar e pensionistas.
Mas com isso, eles querem que o salário dos generais de mais alto posto seja equiparado à remuneração de um ministro do Superior Tribunal Militar (STM).



*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário