Questões do Enem abordam feminismo, nazismo e golpe de 64

Foto: Marcello Casal Jr./ Arquivo Agência Brasil
Os candidatos que realizaram as provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (4) relataram que o exame abordou tópicos como feminismo, nazismo, escravidão, golpe de 1964, crise de refugiados, entre outros.
A candidata Bruna Damasceno, de 19 anos, do Rio de Janeiro, conta que foi uma das provas que mais envolveu temáticas envolvendo políticas e questões sociais atuais.
Em uma das provas, foi abordado o feminismo, mais especificamente com um recorte em relação às mulheres negras. Ela diz que uma questão também tratou sobre o nazismo.

Outra candidata, Lorena Santos, relata que foi usada na prova um poema de Graciliano Ramos e um texto sobre publicidade e racismo, como base para questões de interpretação de texto.
Após deixar Colégio Luiz Viana, em Salvador, ela classificou a prova como “muito mais fácil do que a dos três anos anteriores”.
Já Érica Sodré Almeida, de 20 anos, também da capital baiana, contou que a prova de Ciências Humanas abordou o governo do presidente João Goulart, que sofreu o golpe de 1964.
Fonte: Jornal O Globo | Redação: Bahia Noticias/Tribunadoreconcavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário