Vagner Mancini detona presidente do Vitória e reclama de pagamentos atrasados

Demitido do Vitória em julho deste ano, o treinador Vagner Mancini afirmou que a diretoria do clube ainda não cumpriu com os pagamentos previstos no contrato.
"Eu saí do Vitória em julho e ainda não recebi o que mereço, as questões contratuais, os técnicos não são tão respeitados como os jogadores são".
O técnico ficou um ano e quatro dias no comando do elenco, realizou 216 partidas e foi dispensado após goleadas sofridas para o arquirrival Bahia e Atlético-PR.
Vagner Mancini, que é vice-presidente da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol, falou sobre o calote do Rubro Negro baiano em entrevista ao programa Band Esporte Show, na Rádio Bandeirantes de Porto Alegre, na última terça-
feira (12).
"A gente lamenta que as demissões de treinadores ainda aconteçam, é uma falta de planejamento que recai no treinador. O dirigente se sente pressionado e toma essas decisões que não surtem efeito [...] o contrato de treinadores é por tempo determinado, mas isso não é cumprido. A legislação é de muito tempo atrás, já entramos em ação para mudar isso, o caminho é longo e difícil”, declarou.


*Bocaonews

Nenhum comentário:

Postar um comentário