Caged: Bahia gerou 964 postos de trabalho no mês de novembro

De acordo com as informações reunidas pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia – SEI, a Bahia abriu 964 postos de trabalho com registro em carteira em novembro de 2018, uma ampliação de 0,06% em relação ao montante existente no estoque do mês anterior. O resultado positivo decorreu da diferença entre 46.351 admissões e 45.387 desligamentos.
O saldo para o estado da Bahia, em novembro de 2018, foi positivo depois de três anos consecutivos de saldos negativos (na comparação com o mesmo mês). O resultado superou o do mesmo período do ano anterior (-1.146 postos) e ultrapassou o registrado no mês de outubro de 2018 (+625 postos).
Setorialmente, em novembro, cinco dos oito setores contabilizaram saldos positivos: Comércio (+3.506 postos), Serviços (+2.281 postos), Construção Civil (+278 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+113 postos) e Extrativa Mineral (+21 postos). Agropecuária (-3.457 postos), Indústria de Transformação (-1.634 postos) e Administração Pública (-144 postos) fecharam posições de trabalho com carteira assinada.
No acumulado do ano de 2018, o saldo alcançou +39.793 postos. Todos os setores de atividade registraram saldos positivos: Serviços (+22.872 postos), Construção Civil (+4.442 postos), Indústria de Transformação (+3.557 postos), Agropecuária (+3.432 postos), Comércio (+1.749 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+1.430 postos), Administração Pública (+1.394 postos) e Extrativa Mineral (+917 postos).

Análise regional
Em novembro de 2018, em relação ao saldo de postos de trabalho com carteira assinada, a Bahia (+964 postos) ocupou a quinta posição entre os estados nordestinos e a décima segunda no conjunto das unidades federativas. No Nordeste, seis estados apresentaram saldo positivo no mês: Ceará (+2.249 postos), Pernambuco (+1.813 postos), Rio Grande do Norte (+1.686 postos), Paraíba (+1.014 postos), Bahia (+964 postos) e Alagoas (+211 postos). Por outro lado, Piauí (-286 postos), Maranhão (-280 postos) e Sergipe (-70 postos) registraram saldo negativo.

Acumulado do ano
O resultado de janeiro a novembro (+39.793 postos), levando em conta a série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, fez com que o estado ocupasse a sexta posição no país e a primeira na região nordestina quanto à geração de empregos. No Nordeste, todos os estados totalizaram saldos positivos: Bahia (+39.793 postos), Ceará (+28.506 postos), Pernambuco (+16.608 postos), Maranhão (+12.521 postos), Paraíba (+7.906 postos), Rio Grande do Norte (+7.866 postos), Piauí (+6.302 postos), Sergipe (+2.509 postos) e Alagoas (+1.458 postos).




*Tribuna da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário