Para Temer, Bolsonaro vai adotar política externa universalista

Presidente da República até o final deste ano, Michel Temer (MDB) acredita que seu sucessor vai trabalhar com multilateralismo no que tange à política externa. Na avaliação do emedebista, essa é uma das exigências da globalização.
"Nunca nos pautamos por ideologia. Nossas relações são de país para país. Acho que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai acabar adotando essa política universalista", afirmou Temer. A declaração do presidente foi feita em entrevista à TV Brasil, exibida na noite dessa quarta-feira (5).

Para Temer, uma conduta de isolacionismo perante a outros países pode até funcionar para nações como os Estados Unidos, que possui tanto força política quanto força econômica, mas não com o Brasil. "Não somos os Estados Unidos e não temos o mesmo poder", salientou o presidente.



*BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário