Sobrinha que atropelou e matou a tia na noite de Natal é solta

A diarista Pryscilla Stephan da Silva, de 38 anos, foi colocada em liberdade após audiência de custódia na manhã desta quarta-feira (26), no Fórum de Campo Grande. Ela foi presa em flagrante na madrugada de terça-feira (25), após ter matado prensada com um carro a própria tia, a costureira Ivonete Pache Stephan, de 56 anos, na garagem da casa onde acontecia a confraternização de Natal da família.
Na audiência o juiz condicionou a mulher o direito de responder ao processo em liberdade desde que ela cumpra algumas medidas cautelares como: não consumir bebida alcoólica, se recolher a sua casa todos os dias entre às 20h e às 5h, inclusive nos finais de semana e feriados, a comparecer a todos os atos do processo quando chamada, bem como não mudar de endereço sem prévia
comunização a Justiça.

Entenda o caso
Embriagada mulher atropela a própria dentro da garagem da casa onde era realizada a festa
Segundo a Polícia Civil, Pryscilla não tem carteira de habilitação, estava embrigada e tentava sair com o carro da garagem onde acontecia a festa de Natal após uma discussão com o marido, por volta das 4h. A tia tentou impedi-la colocando-se na janela do passageiro, e quando Pryscilla deu marcha a ré no carro bruscamente, ela foi prensada contra o muro. Ivonete morreu no local.
Mesmo depois de atingir a tia, Pryscilla tirou o carro da garagem, derrubou uma lixeira e parou com ele na calçada da casa. Teste do bafômetro apontou 0,58 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.
A diarista foi autuada em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo automotor e por dirigir embriagada.
A costureira preparava-se para viajar e reencontrar o filho desaparecido há 38 anos. O encontro estava marcado para janeiro. Ela foi sepultada nesta quarta-feira em Campo Grande.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário