Acusado do assédio, participante é expulso do 'BBB' após intimação judicial

O participante do Acre, Vanderson, foi expulso do "Big Brother Brasil". De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, ele está sendo investigado por suspeita de agressão física, estupro e importunação após denuncia de três mulheres, e nesta quarta-feira (23) recebereu uma intimação para depor na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.
Ainda segundo a nota, os boletins de ocorrência foram registrados na Delegacia de Atendimento à Mulher de Rio Branco, no Acre.
A acusação de violência doméstica foi registrada em abril de 2018, e a de estupro e importunação ofensiva ao pudor em 2016. Informações do site Metropóles apontam que os outros participantes já foram informados da eliminação por Tiago Leifert. Segundo o apresentador, o brother precisou sair por uma questão jurídica e teve contato com o mundo exterior, por isso a eliminação. “Jogo segue para vocês”, disse.
Vale dizer que muitas pessoas já vinham criticando a participação do brother no jogo antes mesmo da competição começar. A campeã da última edição, Gleici Damasceno, por exemplo, teceu criticas a ele. "Agressor de mulher não vai ter vez comigo", escreveu no Twitter. No “BBB 17”, o médico Marcos Harter foi obrigado a sair da disputa a poucos dias da final, acusado de agressão a Emilly. Em 2012, o modelo Daniel Echaniz foi expulso após ele ter feito “grave comportamento inadequado”, segundo a direção do reality. Na época, ele foi acusado de abusar de Monique Amim enquanto ela estava alcoolizada.



*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário