Criminosos incendeiam ônibus e explodem bomba em viaduto durante série de ataques em Fortaleza

Criminosos explodiram uma bomba na estrutura de um viaduto na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, e incendiaram ônibus do transporte coletivo da capital cearense durante a madrugada desta quinta-feira (3). Ao todo, os suspeitos atacaram dois ônibus, uma van do transporte alternativo, o viaduto e também câmeras de segurança usadas pela polícia do Ceará.
Na explosão sob o viaduto de Caucaia, uma das colunas ficou com a estrutura danificada e parte dos ferros ficaram expostos. O local precisou ser isolado e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmaram a presença de explosivos no local, além de dinamites detonadas. o trânsito ficou bloqueado rodovia BR-020 até a manhã desta quinta-feira.
Moradores de Caucaia, que preferiram não se identificar, relataram que ouviram
um forte barulho durante a explosão.
"Eu estava deitado e, quando menos esperava, ouvi um estrondo. As portas se tremeram, o bloco de condomínio e os vidros também. Escutamos o barulho em todo o bairro e todo mundo saiu pra rua", disse um morador que não quis se identificar.
Outro morador, também sem se identificar, disse ter pensado que o barulho se tratava de uma queda de avião. "A situação é muito crítica. Eu achava que tinha sido um desastre natural ou que um avião tinha caído e não é. O impacto foi altamente grande", explicou.
Equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar, da Polícia Rodoviária Federal e e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para a ocorrência.
Além da explosão, uma van que faz o transporte de passageiros na cidade foi incendiada na Rua 114. Conforme a polícia, o ataque aconteceu por volta das 3 horas. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para o local.

Ônibus incendiados
Já em Fortaleza, os criminosos incendiaram, pelo menos, dois ataques a ônibus do transporte coletivo. Um dos veículos foi queimado na comunidade do Dendê, localizada no Bairro Edson Queiroz, e outro na Avenida Cônego de Castro, no Bairro Parque Santa Rosa. Nas duas ações, os veículos ficaram destruídos pelas chamas, conforme a polícia.
Ainda durante a madrugada, um outro grupo quebrou equipamentos das câmeras de segurança da Polícia Militar, na Avenida Dionísio Leonel Alencar.

Suspeitos presos
Dois homens foram presos e um adolescente de 14 anos apreendido suspeitos de danificar as câmeras da PM.
Conforme a polícia, o trio estava jogando pedras no equipamento e um deles chegou a subir na estrutura onde a câmera fica instalada. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e os dois homens para o 30º Distrito Policial.
A Polícia Civil do Ceará investiga os ataques. Até a manhã desta quinta-feira, a polícia ainda não havia divulgado a motivação dos crimes.


*G1/Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário