Participante do “BBB” pode ser preso após ser acusado de estupro e agressão por mulheres

A delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Rio Branco (Deam-Acre), Juliana de Angelis Carvalho, que está à frente das investigações contra Vanderson, do “BBB 19”, disse ao jornal “Extra” que não há elementos ainda para um pedido de prisão, mas não descartou.
Ele é acusado formalmente por três mulheres por crimes de agressão física, estupro e importunação ofensiva ao pudor.
“A prisão preventiva tem que ter vasta materialidade e, inicialmente, não é este o caso. Neste momento, a permanência dele no programa fica a cargo da emissora. Ele está sendo investigado, não condenado”, disse.
Segundo ela, o advogado da família do acreano será ouvido nesta sexta-feira (18).
“Avalio todo tipo de prova, principalmente porque os casos ocorreram há mais ou menos dois anos. Estamos levantando testemunhas, fotos, imagens… tudo que possa ser anexado aos autos”, falou.



*VN

Nenhum comentário:

Postar um comentário