Laudo aponta que agressor de Bolsonaro sofre de doença mental

Um laudo produzido por peritos indicados pela Justiça Federal aponta que Adélio Bispo de Oliveira, homem que tentou matar o presidente Jair Bolsonaro (PSL), sofre de uma doença mental.
O documento, entregue à Justiça no mês passado, conclui que Adélio não pode ser punido criminalmente pela facada cometida no dia 6 de setembro do ano passado. As informações foram obtidas pela TV Globo.
A denúncia contra Adélio por prática de atentado pessoal por inconformismo político já foi aceita pela Justiça Federal, que tornou réu o agressor. O caso, no entanto, ainda não foi julgado e ele está preso provisoriamente desde o dia do crime.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário