Bebê de 17 dias sequestrado é devolvido à mãe depois de ligação anônima

O bebê de 17 dias que havia sido sequestrado no bairro de São Cristóvão, em Salvador, na sexta-feira (12), foi devolvido a mãe depois de uma ligação anônima, na manhã deste último domingo (14). Conforme Ana Andrade, advogada contratada pela família da criança, uma mulher ainda não identificada fez uma ligação anônima para a cliente dela, afirmando que devolveria a criança para ela, desde que não tivesse participação da polícia.
"Por volta de 5h, minha cliente recebeu um telefonema de um número não identificado. A pessoa disse que devolveria a criança, desde que não avisasse a ninguém, nem chamasse a polícia. Ela marcou às 6h, na frente do Shopping da Bahia", afirmou Andrade.

A advogada disse ainda que a mãe da criança foi até o local do encontro, quando recebeu uma segunda ligação.
"Ao chegar na porta do shopping, entre 6h e 6h30, ela recebeu uma segunda ligação, pedindo para que ela atravessasse a rua, e fosse até a porta da Igreja Universal. Minha cliente seguiu até o local combinado, e tinha um carro branco parado. Uma mulher desceu rápido do carro, entregou o bebê a minha cliente, entrou no veículo, que saiu rápido do local", completou a advogada.
Em nota, a Polícia Civil informou que a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca) investiga o aparecimento do bebê.
O bebê havia sido sequestrado por três pessoas em um carro, quando a mãe ia para o cartório registrar a criança, na sexta-feira.
Segundo a mãe da criança, na ocasião, uma das pessoas que estava no veículo saiu e mandou que a jovem entrasse no carro. Ela disse que foi ameaçada com uma arma, teve um saco colocado na cabeça e o bebê foi retirado das mãos dela. Em seguida, o grupo pediu que ela deixasse o carro.
Ainda no depoimento, a mãe da criança descreveu uma mulher apontada como integrante do grupo que seguia no carro. Já os dois homens que também estavam no veículo não tiveram a fisionomia registrada pela jovem.

*Tribuna da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário