Deputados estaduais doaram R$ 4,5 milhões para própria campanha na última eleição

Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias
Renovar ou conquistar um mandato de deputado estadual pode custar caro. Dos 63 parlamentares que compõe a 19° Legislatura na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) atualmente, 52 doaram, juntos, mais de R$ 4,5 milhões para a própria campanha. 
De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sem a possibilidade de doação empresarial, os deputados investiram recursos, teoricamente do próprio bolso, para brigarem por votos e investirem em publicidade. 
A deputada Maria Del Carmen (PT) lidera a lista dos "autodoadores". Sozinha, a petista desembolsou R$ 464 mil para a própria campanha. Del Carmen está no terceiro mandato estadual e acumula um patrimônio declarado de aproximadamente R$ 2 milhões. A petista tem parte da fortuna declarada em investimentos de renda fixa e imóveis. 
O dinheiro é gasto com gráficas, impressões e materiais de campanha no geral. No caso de Del Carmen, pelo menos R$ 10 mil foram trocados por combustível no Hiper Posto do Caminho das Árvores. 

Wallison Torres, o Tum (PSC), foi o deputado novato que mais doou pra própria campanha. Com patrimônio de R$ 1,6 milhão, o irmão do prefeito Wilker do Posto (PSB) de Casa Nova, investiu R$ 267 mil para sua campanha. Tiago Correia (PSDB), eleito suplente, foi o segundo novato com maior doação do tipo com R$ 100 mil empenhados. O ex-vereador tucano tem patrimônio declarado de R$2,7 milhões. 
O presidente da AL-BA, Nelson Leal (PP), também figura a lista. Ele doou R$ 240 mil para a própria campanha. Já petista Osni Cardoso desempenhou R$ 484 e aparece como o deputado que menos gastou com a própria campanha ao lado de nomes como Fátima Nunes (PT) e Talita Oliveira (PSL), que não aparecem com doação desse tipo. 
Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário