Bolsonaro diz que avalia liberar cobrança de bagagens para aéreas de baixo custo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (14) que avalia aprovar a medida provisória (MP) que proíbe a cobrança por despacho de bagagens, mas que, ao sancionar o texto, editaria uma nova MP para permitir a cobrança da taxa apenas para empresas aéreas de baixo custo, as "low cost".
A declaração foi dada durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. O presidente foi questionado sobre sua posição em relação a MP das aéreas, cujo prazo final para sanção presidencial vence na próxima segunda-feira (17).
Bolsonaro ainda afirmou aos jornalistas que é preciso ser criativo para encontrar uma forma de seguir a lei e garantir que o setor avance.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário