Brasil atinge nível recorde de 38,6 mi de pessoas trabalhando na informalidade

O Brasil atingiu no segundo trimestre do ano um nível recorde de 38,683 milhões de pessoas trabalhando na informalidade, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em números percentuais, 41,3% das pessoas ocupadas não têm carteira assinada. Nos primeiros três meses do ano, o total era de 40,9%.
Ao mesmo tempo, a Pnad Contínua informou que a taxa de desemprego do mês passado foi de 11,3%, um resultado positivo se comparado ao mesmo período do ano passado, quando a taxa era de 12,3%.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário