Para 58% dos brasileiros, uso de VAR no futebol é positivo

O Datafolha apontou que para a maioria dos brasileiros a implantação do árbitro assistente de vídeo - VAR, na sigla em inglês - é positiva para o futebol. De acordo com o levantamento, 58% dos entrevistados acham que o auxílio tecnológico aos juízes mais ajuda do que atrapalha.
Já 26% dos entrevistados acreditam que o VAR atrapalha, enquanto 2% respondeu que é indiferente ao recurso. A pesquisa mostrou também que a aprovação ao uso do VAR não depende do clube para o qual se torce.
Todas as equipes que atingiram ao menos 2% da preferência nacional (em ordem alfabética, Atlético-MG, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco) têm maioria de torcedores que considera positivo o uso da tecnologia.

Essa é a primeira vez que o assistente de vídeo é utilizado no Campeonato Brasileiro, mas desde o ano passado o recurso está presente nas competições nacionais. A estreia do VAR na Copa do Mundo também é recente, na última edição, em 2018, na Rússia.
No entanto, apesar de agradar a maioria,. o VAR tem sido objeto de críticas, a exemplo de aumentar o tempo de duração da partida, ultrapassando cerca de 9 minutos os 90 minutos oficiais. Esse é um aumento de 31,5% em relação aos 6 minutos e 46 segundos de acréscimo registrado no ano passado.
“Da maneira que o VAR está sendo tratado, com penduricalhos, com um protocolo bem amplo, é um desastre”, disse o ex-árbitro Arnaldo Cezar Coelho, uma das vozes que se levantaram contra o juiz de vídeo. “Desastre porque mexe com a essência do futebol, que é o gol. O cara não vibra como poderia vibrar. Ou vibra seis minutos depois”, concluiu.
No total, foram ouvidas 2.878 pessoas em 175 municípios nos dias 29 e 30 de agosto, todas com mais de 16 anos. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.


*Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário