Adab convoca empresas para reforçar exames de inocuidade em produtos de origem marinha

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Adab) distribuiu, nessa última quinta-feira (24), uma circular às empresas processadoras de pescados registradas no seu Serviço de Inspeção para que reforcem a vigilância e atentem para a Portaria 144, publicada pela autarquia em junho de 2019, que trata de boas práticas de comercialização, nos itens “análise laboratorial e rastreabilidade”.
O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária (SISBI/POA) é considerado equivalente ao Serviço de Inspeção Federal fornecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ele reconheceu nos procedimentos adotados nas atividades de inspeção da ADAB, padrões que atendem às exigências para a oferta de alimentos seguros.

De acordo com o diretor-geral do órgão, Maurício Bacelar, essa já é uma rotina das empresas, porém eles solicitam uma atenção maior por causa do derramamento de óleo nas praias do litoral nordestino. “Solicitamos maior atenção quanto ao cumprimento dos testes para garantir a inocuidade dos alimentos, nesse período que o óleo está presente no mar, uma vez que não sabemos o que pode causar à saúde humana”, ressaltou Bacelar.


*Bahia.ba

Nenhum comentário:

Postar um comentário