Com participação de agentes de trânsito de SAJ, 11º Congresso Brasileiro Trânsito e Vida discute sobre municipalização e ações educativas em Salvador

O 11º Congresso Brasileiro de Trânsito e Vida e 7º Internacional que acontece até essa sexta-feira, 25, em Salvador reúne agentes de trânsito, secretários e demais autoridades da área para tratar de assuntos como municipalização, o trânsito no Brasil, violência e outros. Presente no evento, o Agente de Trânsito Paulo Sérgio representando o município de Santo Antônio de Jesus entrevistou o Tenente Coronel, Henrique Melo que falou sobre a importância da municipalização do trânsito nas cidades e o beneficio do mesmo. “Ela tem que ser fortificada, nós conseguimos reduzir o número de mortes e Salvador é um exemplo que entrou na meta nos últimos 10 anos  da ONU reduzindo 51% o número de mortes provando também que as fiscalização e número de multas não é proporcional ao número de vidas”, enfatizou.

A defesa da municipalização se dá, porque o objetivo é de que ocorra a integração do município ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT), de forma que a responsabilidade do trânsito seja exclusiva da cidade e de acordo com o Tenente esse processo deve ser acompanhada por pessoas capacitadas a frente dos órgãos para melhor desenvolvimento. “Quando colocamos pessoas que não tem o conhecimento necessário, favorecimentos políticos evidentemente que não há um segmento e prejudica a população como um todo”, salientou.
Para Sérgio Boss, professor do Centro de Formação da Universidade do Recôncavo da BAHIA – UFRB, o Congresso apresentou temáticas relevantes e de interesse de toda a população e para ele ainda mais por fazer parte do projeto de extensão universitária de educação para o trânsito. “Temos a necessidade de fazer essa capacitação e aprendizado constante para que possamos melhorar aquilo que objetivamos com nossas ações educativas  dentro das escolas”, frisou.
Blogdovalente

Nenhum comentário:

Postar um comentário