Delegada presa após denúncia de tortura é exonerada da coordenação da delegacia

A delegada Carla Ramos, presa após denúncia de tortura, foi exonerada do cargo de titular na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), na Baixa do Fiscal, em Salvador, de acordo com publicação do Diário Oficial da União (DOU) nesta última quinta-feira (10).
Além da delegada, os investigadores Agnaldo Ferreira de Jesus, Carlos Antônio Santos da Cruz e Iraci Santos Leal foram presos na segunda-feira (7) acusados de "cometerem excessos" na unidade policial.
No dia seguinte a prisão a desembargadora Márcia Borges, durante o Plantão do Judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), concedeu um habeas corpus para os quatro policiais.

A Polícia Civil informou, de acordo com o G1, que a exoneração da delegada Carla foi uma providência administrativa, por causa do inquérito em que ela é alvo na corregedoria da Instituição. O novo delegado titular da unidade será Glauber Ushiyama, que atuava no Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc).


*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário