Desmatamento na Amazônia cresce 96% em setembro, indicam alertas do Inpe

O desmatamento cresceu cerca de 96% em setembro na Amazônia na comparação com o mesmo mês de 2018. Os dados são do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que dispara alertas de desmate para orientar ações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). As informações foram divulgadas pela Folha de São Paulo.
Junho teve aumento de 90% no desmate. Em julho, foram 278% de crescimento. Em agosto o salto foi de 222% em relação ao mesmo período do ano anterior. No mês de setembro foram devastados 1.447 km² de floresta amazônica.

Desde junho, a devastação na Amazônia tem aumentado na comparação com a série histórica do Inpe. Os meses de julho, agosto e setembro do primeiro ano do governo Jair Bolsonaro tiveram as maiores taxas de desmate desde 2015.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário