Estudantes do interior da Bahia desenvolvem tênis capaz de gerar energia limpa

Projeto concilia saúde, meio ambiente e tecnologia em protótipo que pode ser utilizado em diversas atividades do dia a dia, até mesmo para carregar celular
Já imaginou nunca ficar sem energia? Estudantes do ensino médio do município de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, ressignificaram a condição de estar energizado ao criarem um sapato capaz de gerar energia elétrica. O que começou como um trabalho para a Feira de Ciências do Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes, culminou no calçado que produz energia limpa enquanto o usuário pisa no chão, com possibilidade de armazenamento ou utilização instantânea.
Professor de Física e coorientador do trabalho, Oziel Silva conta que a eficácia do produto já foi testada e que o tênis foi capaz de energizar semicondutores para emitir luz elétrica. “Produzimos energia em um circuito montado no calçado que foi suficiente para acender dispositivos com LED”, contou, além de ressaltar o caráter não prejudicial à natureza. “As principais formas de geração de energia causam grandes impactos ambientais e têm um custo elevado. A energia do EletroTênis é limpa e pode ser utilizada de várias maneiras, inclusive com armazenamento para uso posterior ou para carregar um celular imediatamente via entrada USB”, afirmou.

O circuito funciona por meio de um sistema de pastilhas piezoeléctricas acopladas no tênis, que geram energia quando são apertadas ou pressionadas. O professor garante a segurança do produto. “Isolamos o circuito em fita isolante, justamente para evitar defeitos que pudessem dar curto no sistema”, explicou. De acordo com o orientador, o trabalho funciona como esperado e passa por modificações para ser aprimorado. Recentemente, o grupo, composto pelos alunos Cauan Sampaio, Gustavo Pereira, Luis Fernando, Matheus Cabral e Zidane Victor, foi selecionado para participar da Feira de Ciências de Porto Alegre.
Em uma projeção no futuro, os estudantes esperam que o EletroTênis possibilite uma diminuição no uso de tomadas, resultando na eficiência energética. A iniciativa, orientada também pelo professor Davi Barreto, recebeu apoio dos alunos Gabriela Cardoso, Eduardo de Jesus, Debora Escolástico e Vagner Santos.
Bahia Faz Ciência
A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fapesb estrearam, no dia 8 de julho, o Bahia Faz Ciência, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias serão divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estarão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail comunicacao.secti@secti.ba.gov.br. *SECTI/AtualizaBahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário