Família descobre que recém nascido desaparecido em maternidade foi incinerado com lixo por engano

A família de Rogério Cardoso de Almeida, bebê que morreu cerca de 12 horas após o nascimento, na última quinta-feira (24), passou por maus momentos. Não bastasse a morte, o corpo estava desaparecido da maternidade onde ele nasceu, em Goiás.
Rogério nasceu de 7 meses e, segundo informações da certidão de óbito, morreu por problemas respiratórios. Entretanto o corpo dele desapareceu e foi incinerado junto com os resíduos biológicos.
Por um engano, a empresa de limpeza não percebeu o corpo do bebê em meio ao lixo e incinerou.
A empresa afirmou que nada de anormal havia sido identificado em suas operações no dia do ocorrido. Segundo a Secretaria de Saúde, serão aplicadas as sanções cabíveis aos responsáveis.
Até o momento não há informações sobre quem jogou o corpo de Rogério no lixo. A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente investiga o caso.


*Varela Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário