PF investiga possível crime ambiental que afeta litoral nordestino

A Polícia Federal (PF) divulgou ontem (2) a instauração de um inquérito para apurar a origem de uma substância de aspecto oleoso, encontrada em diversas praias do litoral brasileiro, afetando principalmente as praias nordestinas. Segundo a PF, a ação foi tomada assim que começaram a ser noticiadas presenças de manchas de óleo nas praias, no mês de setembro.
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) está monitorando a situação desde o dia 2 de setembro. A Marinha do Brasil, a Universidade Federal Rural de Pernambuco e o Ministério da defesa também participam da ação, que está concentrada na Superintendência Regional da PF, no Rio Grande do Norte.
As manchas chegaram a todos os estados do Nordeste, com exceção da Bahia. De acordo com uma investigação do Ibama junto ao Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, o petróleo, não originado do Brasil, está poluindo todas as praias.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário