Apesar da redução, Bahia segue com maior número de pessoas em extrema pobreza no país

A Bahia tem o maior número de pessoas em extrema pobreza no país. De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada nesta última quarta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), cerca de 13% da população baiana vive com menos de R$ 143. O estado tem sétimo maior percentual.
O levantamento de 2018 apontou que cerca de 1,9 milhão de pessoas estavam na linha de extrema pobreza somente em nosso estado. Em relação a 2017, houve redução de 0,7%. Na ocasião, 2,021 milhões viviam com menos de R$ 143.
Em Salvador, ocorreu uma redução significativa entre 2017 e 2018: 7,0%. O número saiu de 199 mil para 124 mil soteropolitano. Entretanto, a capital baiana aparece na quinta posição em número absoluto e o 14º maior percentual entre as 27 capitais.
O IBGE também apontou que houve crescimento de 0,01% em todo país. Em 2017, 13,3 milhões viviam abaixo da linha de extrema pobreza. Já em 2018 subiu para 13,5 mi.


*Varela Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário