TJ-BA nega pedido de liberdade ao digital influencer Iuri Sheik

A Primeira Câmara Criminal 1ª Turma do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) negou pedido de habeas corpus ao digital influencer Iuri Santos Abraão, o Iuri Sheik, na última quarta-feira (20). Ele é apontado como o principal suspeito de matar o ex-sócio da banda Black Stille, William Oliveira, com dois tiros durante uma festa de São João em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, no 23 de junho deste ano.
A defesa do influencer argumentou que há “excesso de prazo, ao argumento de que o paciente vem suportando, flagrante constrangimento ilegal nos autos da ação penal, em decorrência da ausência de audiência de instrução e de intimação”. A audiência prevista para o último dia 11, que poderia definir se Sheik iria a júri popular, foi adiada. Agora, foi remarcada para a manhã da próxima quarta-feira (27).

Segundo a Polícia Civil, Iuri e Will já se conheciam antes do crime e não se davam bem por causa de fofocas e picuinhas. A vítima teria sido baleada porque se recusou a cumprimentar o digital influencer na festa. Iuri está preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário