Em dois anos, apenas metade dos empregos formais perdidos com a crise foi retomada

Mesmo com os números positivos do emprego que foram registrados no final de 2019, o mercado de trabalho ainda está distante de recuperar as vagas com carteira assinada que foram perdidas durante a crise econômica.
Especialistas ouvidos pelo Estadão avaliam que, mesmo se houver um crescimento mais forte da economia no ano que vem, ainda pode ser insuficiente para a recriação de todos os empregos.
Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, um total de 2,873 milhões de vagas foram perdidas entre os anos 2015 e 2017.

Com a lenta retomada nos últimos anos, foram reabertos 1,494 milhão de postos de trabalho no ano passado e até novembro deste ano. Com isso, ainda faltaria 1,379 milhão de novos empregos, somente para retomar o saldo de vagas que foram pulverizadas ao longo da crise.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário