Ex-deputados voltam para cadeia após erro de tribunal no RJ

Os ex-deputados Paulo Melo e Edson Albertassi voltaram para cadeia na noite da última sexta-feira (13), após terem sido soltos por erro do TFR2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região).
Os dois se apresentaram na sede da Polícia Federal, no centro do Rio de Janeiro, segundo informações da Record TV.
Na última quarta-feira (11), a Justiça concedeu habeas corpus para os ex-parlamentares investigados na Operação Furna da Onça. No entanto, ocorreu uma troca de números de processo e o alvará foi emitido com os dados da Operação Cadeia Velha, na qual eles ainda cumprem prisão preventiva.
Agora, Edson Albertassi retorna para Bangu 8, no Complexo de Gericinó, enquanto Paulo Melo vai para o regime semiaberto em uma unidade prisional a ser definida.

Melo e Albertassi foram acusados de receber propina para atuar na aprovação de iniciativas legislativas que favoreciam a Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro)e a empreiteira Odebrecht. O esquema criminoso era chefiado pelo ex-governador Sérgio Cabral e chegou a movimentar R$ 100 milhões.

*R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário