Procuradoria requer manutenção da prisão preventiva de juiz preso na Operação Faroeste

O Ministério Público Federal pediu ao Superior Tribunal de Justiça a manutenção da prisão preventiva do juiz Sérgio Humberto Sampaio, acusado de integrar esquema de vendas de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia.
Sérgio Humberto foi preso no mês passado, no âmbito da Operação Faroeste, que trabalha para desarticular um suposto esquema de corrupção no TJ-BA. Quatro desembargadores e outros juízes também são investigados.
A Procuradoria argumenta que “a prisão imposta é medida imprescindível para cessar a atividade criminosa por parte do acusado (Sérgio Humberto Sampaio), considerando a probabilidade de reiteração delituosa e o risco de ocultação e destruição de provas’. A informação é do Estadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário