Após pressão da torcida, diretoria do Ceará descarta contratação do goleiro Jean

Após sofrer pressão da torcida, a diretoria do Ceará Esporte Clube decidiu descartar a contratação do goleiro Jean, que ficou preso nos Estados Unidos acusado de agredir sua ex-companheira Milena Benfica. A possível chegada do jogador repercutiu de forma negativa nas redes sociais.
Entenda o caso

O goleiro foi preso após a polícia ser chamada ao seu quarto no hotel em que estava com a família de férias em Orlando, nos Estados Unidos. Durante a madrugada do dia 18 de dezembro, Milena publicou um vídeo nas redes sociais, trancada no banheiro, denunciando que havia sido agredida. A polícia chegou quando os seguranças do hotel já sabiam da situação e levaram os policiais ao quarto do casal.

Após o caso de agressão, Jean teve seu contrato reincidido pelo São Paulo.


*Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário