Reestruturação de cargos da Polícia Federal custará R$ 7,8 milhões aos cofres públicos

O presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória que estabelece um aumento salarial para delegados da Polícia Federal (PF) em cargos de chefia. A medida, de acordo com o Ministério da Economia, terá um impacto de R$ 7,8 milhões em um ano. As informações são do jornal O Globo. Embora a MP tenha entrado em vigor imediatamente, o texto ainda precisa ser regulamentada por decreto e, portanto, ainda não está valendo.
A medida provisória foi assinada no último dia 3 de janeiro pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, e pelo secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, no lugar do ministro Paulo Guedes.
Segundo a reportagem, apesar da medida reformular a estrutura dos chamados cargos de direção (DAS), outro trecho cria novos cargos. Ao todo, 281 cargos são extintos, mas 860 são criados.

Por mês, o impacto na folha salarial será de mais de R$ 500 mil. A conta do Ministério da Economia chega a um impacto de quase R$ 8 milhões porque considera pagamento de 13º salário, férias e encargos sociais.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário