Promotor Julimar fala da reunião sobre revitalização do rio Jaguaripe e diz que precisa da colaboração das pessoas

O rio Jaguaripe, que integra oito municípios do Recôncavo Sul baiano, foi pauta de reunião entre a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), o grupo SOS Jaguaripe e o promotor de justiça, Julimar Barreto, do Ministério Público do Estado da Bahia. O principal encaminhamento  foi à criação de um grupo de trabalho (GT) para buscar soluções para a revitalização do rio.
O GT será formado por diversos órgãos de estado, prefeituras e entidades locais que irão propor soluções para a recuperação do Jaguaripe, como saneamento da área urbana, educação ambiental nas comunidades, criação de viveiros e recuperação de mata ciliares.  
O encontro aconteceu nesta terça-feira (28) e contou com a participação do chefe de gabinete da Sema, Cássia Magalhães, representantes das cidades de Dom Avelar e Nazaré, além da Agência Reguladora e Fiscalizadora de Saneamento do Estado (Agersa).

“Vários fatores vêm causando a degradação do rio Jaguaripe. São problemas ligados a saneamento, fiscalização e até ao uso e a ocupação do solo, que é de responsabilidade dos municípios. Então, é fundamental que as prefeituras participem dessas discussões. 
Ficou claro na reunião que a questão da revitalização do rio tem que envolver a participação de todos para se construir uma solução de forma compartilhada”, destacou a chefe de gabinete, que representou o secretário João Carlos Oliveira.
Para o representante do SOS Jaguaripe, Marco Antônio Pinho, que também vai coordenar o GT, a ideia é fazer a revitalização total do rio, de ampliar a cobertura de saneamento básico na região. “O grupo sai do encontro com uma certeza  de que existe uma sensibilidade do governo com a revitalização do Jaguaripe. 
Foi um diálogo extremamente proveitoso e saímos daqui com a possibilidade de vários encaminhamentos, de propostas acontecerem. Tivemos a possibilidade de chegar e de vencer muitas pautas positivas para a nossa região” finaliza. 
Ao repórter Itajaí Júnior na tarde desta terça-feira (04), o promotor Julimar barreto explicou que o Ministério Público na pessoa dele, vai buscar ter uma atenção especial nos planos de saneamento básico, pois as pessoas jogam esgotos nos rios, deixando-os poluídos, “A pessoa não faz a fossa para não gastar mais e joga o esgoto direto na rede de água da chuva que vai direto para o rio. 

Falta plano de saneamento básico em cada município e a cabeça das pessoas precisa mudar também para contribuir”, frisou.

Bahia na Web /Blog do Valente/ Meioambiente.gob

Nenhum comentário:

Postar um comentário