ANS recomenda adiamento de consultas, cirurgias e exames sem urgência

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) recomendou que os usuários de planos de saúde adiem consultas, exames e cirurgias que não sejam de urgência ou emergência. A orientação, segundo a agência, tem como objetivo liberar leitos para os pacientes infectados pelo novo coronavírus, assim como evitar a contaminação por idas as unidades de saúde.
— É muito importante que todos nós tenhamos consciência de nossa responsabilidade no combate à pandemia. O isolamento social é uma medida essencial para que o processo de contaminação desacelere. Orientamos que, em caso de dúvidas, o beneficiário entre em conato com seu médico ou com sua operadora para pedir orientações e evite circular e se dirigir a unidades de saúde se não houver necessidade — destaca o diretor-presidente substituto da ANS, Rogério Scarabel.

A ANS lembra que há tecnologias que possibilitam, de forma não presencial, a troca de informações para diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças. Quem tiver interesse sobre o tema pode consultar o Guia Metodológico para Programas e Serviços em Telessaúde.
A agência reguladora já havia informado que, durante a pandemia, flexibilizaria os prazos para realização de atendimentos eletivos pelas operadoras de saúde, para que todos os esforços sejam concentrados na mitigação da pandemia. É que o descumprimento de prazos para o atendimento é um dos itens que podem levar os planos de saúde a terem a venda suspensa.

*iBahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário