Hotel de luxo fecha em Itacaré após caso de coronavírus

O Txai Resort&Spa, hotel de luxo localizado em Itacaré, no sul da Bahia, anunciou nesta última quinta-feira (26) que a partir de segunda-feira fechará o estabelecimento por três meses, como medida de contenção do novo coronavírus (Covid-19).
Segundo comunicado oficial do hotel, “o fechamento é voluntário e pode ser prorrogado, caso haja novas orientações das autoridades [de saúde] ao longo do período”.
O hotel que tem 38 bangalôs cercados pela Mata Atlântica virou o centro das atenções na região desde o dia 7 de março, quando serviu de local para cerimônia e festa de um casamento para 500 convidados, um deles confirmado para a Covid-19.
O homem infectado é um paulista de 26 anos. Dias após a cerimônia, outros convidados do casamento entre a influenciadora digital Marcela Minelli e Marcelo Bezerra também testaram positivo para o vírus.

Entre os infectados, estão a blogueira Gabriela Pugliesi (irmã de Marcela), a cantora Preta Gil, a atriz Fernanda Paes Leme e o empresário Cláudio Vale, acusado de desobedecer a quarentena e espalhar o vírus em Trancoso, distrito de Porto Seguro, cidade do extremo sul baiano com 10 casos confirmados da Covid-19.
Por causa das contaminações que se seguiram após o casamento, um clima de apreensão tomou conta de funcionários do hotel, hóspedes e moradores de Itacaré, município de 28 mil habitantes.
No Txai, segundo a prefeitura de Itacaré, a maior parte dos funcionários são moradores do distrito de Serra Grande (pertencente a Uruçuca) e de Ilhéus, cidade vizinha. Segundo a prefeitura, o hotel emprega cerca de 150 pessoas – o estabelecimento não deu informações sobre quantidade de funcionários.
Depois do casamento, o Txai ficou na mira das autoridades municipais e estaduais de saúde, bem como do Ministério Público da Bahia (MP-BA), para que fossem tomadas medidas de monitoramento de todos os funcionários, hóspedes e possíveis moradores.
A prefeitura de Itacaré informou que monitorou ao menos duas pessoas que tiveram contato direto com funcionários do hotel e que os resultados deram negativos. O Txai, por sua vez, testou três colaboradores que apresentaram sintomas da Covid-19, e os resultados também deram negativos.
Em comunicado, o Txai afirma que atua “em linha com as orientações das autoridades públicas de saúde, que recomendam a redução máxima da mobilidade de pessoas dentro do território brasileiro como estratégia para conter a difusão do coronavírus”.
“Um grupo de ação conjunta com o Estado e a Prefeitura monitora ativamente todos os funcionários do hotel”, diz o comunicado, segundo o qual todos os clientes com reservas agendas para os próximos três meses já estão avisados do fechamento.
“O hotel chegou a acordo para o adiamento de uma série de casamentos agendados. Eventos estão suspensos desde o dia 16 de março, precedendo inclusive o decreto de situação de emergência emitido pela Prefeitura”, informa o Txai.
Mesmo com as atividades interrompidas, o hotel diz que manterá o monitoramento ativo de sua comunidade de colaboradores. “Lembramos que o tempo transcorrido desde então supera o período de incubação apontado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 14 dias. O Grupo Txai Resorts reitera seu compromisso de contribuir para um desenvolvimento sustentável e inclusivo em Itacaré e em toda a região de seu entorno. O hotel seguirá atento para se adequar a eventuais novas orientações que as autoridades venham a emitir”, finaliza a nota.

Veja a íntegra do comunicado emimido pelo Txai:

Em linha com as mais recentes orientações das autoridades públicas de saúde, que recomendam a redução máxima da mobilidade de pessoas dentro do território brasileiro como estratégia para conter a difusão do Coronavírus, o Txai Resort Itacaré comunica a decisão de interromper todas as atividades do hotel a partir da próxima segunda-feira, dia 30 de março.
O fechamento é voluntário e terá duração inicial de três meses, podendo ser prorrogado caso haja novas orientações das autoridades ao longo do período. O Txai está atuando em colaboração próxima com o Estado da Bahia e a Prefeitura de Itacaré desde que foi informado de que um hóspede apresentou teste positivo para o Coronavírus.
Um grupo de ação conjunta com o Estado e a Prefeitura monitora ativamente todos os funcionários do hotel. Nesse período de monitoramento, três de nossos colaboradores chegaram a ser testados para o Coronavírus após apresentar sintomas leves de gripe, mas os resultados foram conclusivos e negativos.
Os três foram preventivamente afastados do trabalho logo após apresentar os primeiros sintomas de gripe e seguem em repouso até que um laudo médico ateste total restabelecimento de saúde.
Antes de anunciar a interrupção de suas atividades, o Txai entrou em contato com todos os clientes que tinham reservas já agendadas para os próximos três meses.
Todas as reservas individuais foram suspensas em comum acordo e serão remarcadas para nova data no futuro. Da mesma forma, o hotel chegou a acordo para o adiamento de uma série de casamentos que estavam agendados. Eventos estão suspensos desde o dia 16 de março, precedendo inclusive o decreto de situação de emergência emitido pela Prefeitura.
Mesmo com as atividades interrompidas, o Txai manterá o monitoramento ativo de toda sua comunidade de colaboradores. Essa medida tem caráter preventivo, uma vez que o hóspede que testou positivo para o COVID-19 deixou o hotel no dia 8 de março, um dia após o evento no qual participou como convidado.
Lembramos que o tempo transcorrido desde então supera o período de incubação apontado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 14 dias. O Grupo Txai Resorts reitera seu compromisso de contribuir para um desenvolvimento sustentável e inclusivo em Itacaré e em toda a região de seu entorno. O hotel seguirá atento para se adequar a eventuais novas orientações que as autoridades venham a emitir.


*CORREIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário