Mortes por Covid-19 podem chegar a 5,5 mil, estima Abin

O Brasil pode registrar mais de 5,5 mil mortes em decorrência do novo coronavírus dentro de duas semanas. É o que revelam documentos da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), obtidos pelo site The Intercept Brasil, que ainda projetam mais de 207,4 mil casos confirmados da doença.
O relatório da Abin, segundo o Metrópoles, considera que o Brasil apresente a mesma curva de progressão de China, Itália e Irã. Os números levados em conta foram analisados na última segunda-feira (23). As informações são atualizadas diariamente.
Até o momento, o Ministério da Saúde registrou 46 mortes, decorrentes de 2,2 mil contaminações, por Covid-19. Hoje, Rio Grande do Sul e Amazonas contabilizaram seus primeiros óbitos.

Vale lembrar que, na noite de ontem, em discurso veiculado em rede nacional de Rádio e Televisão, o presidente Jair Bolsonaro chamou o novo coronavírus de "gripezinha", e convocou o país para voltar à "normalidade". Na visão do chefe do Palácio do Planalto, apenas os idosos correm riscos, e não há motivos para o confinamento em massa.

*BahiaNotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário