Sobe para sete o número de mortes que podem estar relacionadas a consumo de cerveja da Backer

Subiu para sete o número de mortes possivelmente provocadas pelo consumo da ceveja Belorizontina, da empresa Backer, em Minas Gerais.
A Polícia Civil de Minas Gerais informou que o corpo de uma pessoa que faz parte da lista de suspeitos de terem sido contaminados pela substância está sendo necropsiado ontem (9). Ainda não se sabe a identidade da vítima.
Na sexta-feira, 6, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) acatou pedido da Backer e desbloqueou parcialmente bens que estavam retidos desde o dia 14 de fevereiro a pedido do Ministério Público. O objetivo é o de auxiliar vítimas que consumiram o produto e seus familiares.

A Backer afirmou, em nota, que "lamenta o ocorrido e já entrou em contato com a família, se colocando à disposição para ajudar no que for necessário".


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário