Bahia autoriza tratamento com hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes com Covid-19

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou ontem (8) que o Governo do Estado vai liberar, mediante prescrição médica, o uso da associação dos medicamentos hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes internados no Sistema Único de Saúde (SUS) com diagnóstico positivo para coronavírus (Covid-19).
De acordo com Vilas-Boas “a recomendação é que os pacientes hospitalizados recebam os medicamentos o mais precocemente possível após a internação”, e aponta que há estoque suficiente para atender até 50 mil pacientes.
O infectologista e presidente do Comitê Estadual de Combate ao Coronavírus, Antônio Bandeira, destaca que “outras alternativas terapêuticas também serão disponibilizadas para emprego no tratamento de pacientes hospitalizados, tais como Ivermectina e Tocilizumabe”.
O pesquisador e infectologista Roberto Badaró, integrante do Comitê Científico do Consórcio Nordeste e diretor do Instituto de Ciências da Saúde do Cimatec, afirma que "a experiência já acumulada nos direciona pra saber quem deve tomar hidroxicloroquina, quem não deve, quem deve ficar em casa e quem deve ser hospitalizado e tratado o mais precocemente possível. E isso só consegue ser ordenado se fizermos esses protocolos. E eles são feitos por quem tem experiência e responsabilidade com a saúde pública”.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário