Beber para esquecer? Covid-19 faz subir em 291% consumo de álcool

Uma equipe de cientistas da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, realizou um estudo com o intuito de entender como as pessoas estão a recorrer ao consumo de bebidas alcoólicas para gerir o stress, a ansiedade e aborrecimento decorrentes de estarem isoladas em casa.Médicos temem que a Covid-19 cause uma "segunda crise de saúde pública" devido ao maior consumo de álcool que já se está atualmente a registar.
A pesquisa examinou os dados divulgados pela empresa global de análise de dados Nielsen, que sugerem que a venda e consumo de bebidas alcoólicas aumentou para uns impressionantes 291% durante a pandemia.
Uma porta-voz da Universidade de Portsmouth disse em declarações à publicação Mirror Online: "os resultados que irão advir deste período de isolamento ainda são desconhecidos, mas de acordo com o nosso estudo, o aumento da ingestão de álcool pode vir a tratar-se de uma segunda crise de saúde pública".

Matt Parker, médico e líder da pesquisa, afirmou: "o abuso do álcool é uma das principais causas de morte que podem ser evitadas, contribuindo anualmente para cerca de três milhões de óbitos em todo o mundo".

"Este período de isolamento pode contribuir para um aumento significativo de abuso da substância e, potencialmente, tornar pessoas mais vulneráveis viciadas na bebida, colocando assim mais pressão sob os sistemas de saúde a nível global, durante e depois da pandemia", concluiu.

*Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário