Depois de anunciar sanção, Bolsonaro diz que espera MP para oficializar auxílio de R$ 600

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (2) que vai enviar uma medida provisória (MP) para o Congresso antes de publicar a sanção do auxílio de R$ 600 mensais para trabalhadores informais, que tem o objetivo de amenizar os efeitos da pandemia.
Bolsonaro afirmou que sancionou o projeto, aprovado pelo Congresso na última quarta (1º). Mas o texto ainda não foi publicado no "Diário Oficial da União".
"Assinei [quarta], estava aguardando outra medida provisória, porque não adianta dar um cheque sem fundo. Tem que ter o crédito também", afirmou.
De acordo com o presidente, ele quer que a MP garanta a legalidade do gasto extra.
"Uma canetada minha errada é crime de responsabilidade, dá para vocês entenderem isso? Vocês querem que eu cave minha própria sepultura?  Não vou dar esse prazer para vocês", completou o presidente, se dirigindo a jornalistas.
No entanto, analistas afirmam que não é necessária a MP para liberar os pagamentos. Em momentos de calamidade gastos extras estão autorizados. O estado de calamidade já foi pedido pelo governo e reconhecido pelo Congresso.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário