Estudo aponta que coronavírus pode permanecer no ar por tempo indeterminado

Um estudo publicado na revista britânica Nature aponta que o coronavírus pode permanecer no ar por tempo indeterminado em ambientes abertos e no interior de prédios. Com isso, o risco de contágio seria substancialmente maior.

Um monitoramento ambiental de dois hospitais de tratamento da Covid-19 e de áreas públicas próximas a eles em Wuhan, na China, detectou partículas em suspensão do Sars-CoV-2, em aerossol.

Os cientistas autores da pesquisa, no entanto, ainda não chegaram a conclusões sobre o potencial de infecção do vírus quando em suspensão no ar.
les destacam ainda que o número de amostras é pequeno, mas que a descoberta é importante para que seja reforçado o alerta sobre a necessidade de evitar multidões e realizar desinfecção do ambiente com ainda mais cuidado.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário