Justiça concede prisão domiciliar para Ronaldinho Gaúcho e Assis

A Justiça do Paraguai concedeu ontem (7) a prisão domiciliar ao ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e ao seu irmão, Assis Moreira, presos após entrarem no país com documentos paraguaios falsos.
Segundo o jornal ABC Color, Ronaldinho e Assis vão cumprir prisão domiciliar em um hotel no centro de Assunção, de acordo com a decisão do juiz Gustavo Amarilla. Os dois também terão que pagar fiança de 800 mil dólares cada, cerca de R$ 4,2 milhões e ficarão em quartos diferentes.
*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário