Para liberar fundo, ANS exige que planos de saúde atendam inadimplentes durante a pandemia

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou na última quarta (8) o desbloqueio de cerca de R$ 15 bilhões de reservas técnicas das operadoras de planos de saúde para serem usados no combate ao coronavírus. Cerca de 50 milhões de brasileiros são atendidos por operadoras privadas de saúde.
Para ter acesso ao recurso, a ANS exige que os planos assinem um termo se comprometendo a atender usuários inadimplentes durante a pandemia, além de renegociar as dívidas desses clientes.

A medida seria válida até 30 de junho, mas depende da adesão das empresas.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário