Polícia prende quadrilha por furto de 2 milhões de máscaras e 15 mil testes de coronavírus

A Polícia Civil de São Paulo prendeu no último sábado (11), em flagrante, 14 suspeitos de integrar quadrilha que furtou cerca de 15 mil testes para o novo coronavírus e 2 milhões de máscaras do Aeroporto Internacional de Guarulhos na última segunda-feira (6).
De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, um policial se passou por um interessado em comprar os testes e negociou os produtos por R$ 3 milhões. Assim, os agentes conseguiram chegar ao galpão no bairro do Ipiranga, zona sul da capital paulista, onde os criminosos guardavam os materiais, segundo Osvaldo Nico, diretor do Departamento de Operações Especiais e Estratégicos (Dope).

Cinco armas de fogo, sendo uma carabina calibre 40, uma espingarda calibre 12 e três pistolas calibre 380 também foram encontradas. Todos os itens foram apreendidos.
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) não divulgou mais detalhes sobre os suspeitos presos, apenas que eles têm idades entre 22 e 59 anos.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário