SAJ: Santa Casa se destaca por ter se antecipado na implantação das medidas de segurança e de protocolos no combate ao coronavírus

A Santa Casa de Misericórdia de Santo Antônio de Jesus, vem se destacando na região por ter se antecipado na implantação das medidas de segurança e de protocolos no combate a pandemia do Coronavírus. Isso porque foi criado em fevereiro um Plano de Contingência, contemplando desde a aquisição de EPIs até reparos e manutenção de equipamentos de suporte a vida. Segundo a Superintendente Ludmila Reis, a Santa Casa preocupada com a segurança dos colaboradores e prevendo um desabastecimento de EPIs, conseguiu adquirir equipamentos de proteção individual (EPI’S) em fevereiro, antes mesmo de haver casos confirmados do vírus na Bahia.


A gestora relata também que conseguiu produzir as máscaras de proteção facial na nossa cidade, isso porque a instituição confeccionou um protótipo junto a uma empresa que possuía uma máquina 3D capaz de reproduzir em larga escala esse produto, repassando inclusive esse feito para outras instituições de saúde no município. Outra ação desenvolvida pela instituição foi a contratação de costureiras da cidade, além da ajuda de uma empresa de confecção, para produzir máscaras cirúrgicas, aventais e macacões impermeáveis, garantindo o abastecimento da Santa Casa.


Mesmo com todas as dificuldades, a Santa Casa conseguiu paramentar todos os seus colaboradores com baixo custo e alta performance. Estabeleceu junto com a equipe multidisciplinar, protocolos descritos no combate ao coronavírus, principalmente voltado a assistência materno infantil. Hoje, conta com uma equipe muito preparada que acompanha diariamente as mudanças nas recomendações da Anvisa e as experiências relatadas pelos grandes centros de saúde do mundo. Não obstante as ações relatadas, desenvolveu uma linha de cuidados voltado aos pacientes e investiu intensamente nos treinamentos com todas as equipes.
Outra medida, fundamental para segurança dos colaboradores e pacientes, foi a aferição da temperatura de todos, com duas checagens, na chegada e saída, assim como a medição dos pacientes e acompanhantes. Com essa medida conseguimos reduzir, ainda mais, a possibilidade de circulação do vírus no hospital. Voltada à humanização, uma atitude que vem fazendo toda diferença na Santa Casa são as chamadas por vídeo entre os pacientes internados na UTI e seus familiares. Isso pela percepção da carência do contato visual e da comunicação entre eles, visto que, além de humanizar o ambiente da UTI, esse contato interfere de maneira positiva no tratamento e na melhora do paciente. O próximo projeto da Santa Casa será voltado para o bem estar dos colaboradores, como forma de descompressão das tensões vividas.
A partir da próxima semana, os mesmos contarão com apoio psicológico, com medidas de acolhimento, atenção e cuidado com a saúde mental dos seus colaboradores com ações de cuidado pontuais, tais como cartilha contextual de acolhimento e orientação ao auto cuidado, recursos terapêuticos como escuta terapêutica em grupo, com as devidas medidas de cuidado e, individuais conforme demanda, utilização de outros recursos terapêuticos como a escrita terapêutica, arte terapia, aplicação de escalas de rastreio de capacidade de atenção e cognição, mural interativo, em ambiente de convivência, para que os colaboradores possam expressar seus sentimentos e emoções, assim como acolher seus pares, musicoterapia, espaço de leitura e encontros, com os devidos cuidados, para desenvolvimento de técnicas mindfulness (atenção plena), além dessas ações vem sendo disseminado na instituição essência corporativa de co-responsabilização entre os colaboradores o que faz com que todos se percebam responsáveis uns pelos outros e todos por todos o que se desdobra em ciclos de trabalho com perfil onde uso de EPI’s, os comandos de procedimentos, as relações se deem em uma atmosfera de eficiência e sincronia.
*Ascom









Nenhum comentário:

Postar um comentário