Senado dos EUA aprova quase US$ 500 bilhões para aliviar impactos do coronavírus na economia

O Senado dos Estados Unidos (EUA) aprovou no fim da tarde desta última terça-feira (21) um pacote de US$ 481 bilhões a mais para aliviar as consequências da pandemia do novo coronavírus sobre a economia do país.

Mais cedo, líderes do congresso e a Casa Branca haviam chegado a um acordo sobre o projeto que agora segue para a sanção do presidente Donald Trump.

Segundo um assessor do congresso, o acordo prevê a seguinte divisão:
  • US$ 321 bilhões para um programa de empréstimos para pequenas empresas
  • US$ 60 bilhões para um programa de empréstimos para desastres, também para pequenas empresas
  • US$ 75 bilhões para hospitais
  • US$ 25 bilhões para testes nacionais de coronavírus

Este é o quarto pacote de socorro econômico e social à população norte-americana. Com a sanção do projeto, a injeção na economia deve de aproximar de US$ 3 trilhões. No fim de março, um acordo de US$ 2 trilhões foi aprovado, o mais amplo da história americana moderna.

A pandemia do novo coronavírus já matou mais de 42 mil americanos e deixou mais de 22 milhões de pessoas desempregadas.

Após esse pacote, Trump disse que irá negociar novas ajudas, incluindo fundos para governos estaduais e locais que sofrem com as grandes perdas de receita e os gastos em infraestrutura que os democratas vêm solicitando durante a crise.

"Depois de assinar este projeto de lei, iniciaremos discussões sobre a próxima iniciativa legislativa com alívio fiscal para governos estaduais / locais", além de investimentos em infraestrutura, escreveu o presidente republicano no Twitter.

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário