UPA de Santo Antonio de Jesus é autorizada pelo Governo do Estado a funcionar fazendo triagem de pacientes com sintomas do Covid-19

O governo estadual montou uma estratégia de atendimento específica para atendimento aos casos do novo coronavírus (Covid-19). Unidades de saúde foram preparadas no interior para receber casos da doença, que segundo dados do Ministério da Saúde deve chegar ao seu ápice entre os meses de abril e maio. Até o momento, de acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) com a relação de cidades divulgado no domingo (6), fora da capital, 194 pacientes foram diagnosticados com a Covid-19. 
Dezesseis novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ainda não inauguradas foram autorizadas pelo governador Rui Costa para que passem a funcionar fazendo a triagem de pacientes com sintomas de coronavírus em cidades do interior. Os equipamentos estão nos seguintes municípios: Alagoinhas, Araci, Brumado, Catu, Conceição do Coité, Gandu, Lauro de Freitas, Ipiaú, Itamaraju, Itacaré, Jaguaquara, Morro do Chapéu, Santo Antonio de Jesus, Serrinha, Tucano e Valença.

Além disso, a gestão estadual requisitou administrativamente, o Hospital São Lucas, em Itabuna, para que seja utilizado no tratamento de pacientes com diagnóstico confirmado. O Hospital São Lucas dispõe de 100 leitos e, deste total, 20 serão usados como Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Já na vizinha Ilhéus, uma parceria com a prefeitura está possibilitando a instalação de uma unidade no Centro de Convenções para receber pacientes com a Covid-19.
Na região Sudoeste, a implementação de um centro de centro de atendimento e triagem no Hospital São Vicente está sendo negociada. De acordo com o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, os pacientes que necessitarem de internação devido a Covid-19 em todo estado serão transferidos para unidades médicas e hospitalares, inclusive de Salvador, através da Central Estadual de Regulação.

DOIS NOVOS HOSPITAIS
Antes do anúncio da pandemia do novo coronavírus, duas obras em hospitais no interior estavam em curso pelo governo estadual, em Feira de Santana, e em Lauro de Freitas.

Em Lauro, quando concluído, o Hospital Metropolitano ofertará 100 leitos clínicos dedicados ao coronavírus. Feira de Santana, por sua vez, terá mais 40 leitos de UTI com a expansão do único hospital geral da cidade, o Clériston Andrade. Em ambas unidades, todos os pacientes serão recebidos mediante Central Estadual de Regulação.

*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário