ENEM: Bolsonaro defende que prova pode atrasar, mas deve ocorrer ainda este ano

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta última quarta-feira (13) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderá atrasar e mudar de data, mas garantiu que a prova acontecerá ainda este ano. Em uma pandemia que gerou suspensão das aulas presenciais em todo o país, entidades estudantis e universidades tem criticado a aplicação do ENEM, principal meio de acesso a universidades, ainda em 2020.
“Estou conversando com o (Abraham) Weintraub (ministro da Educação). Se for o caso atrasa um pouco, mas tem que ser aplicado esse ano”, disse Bolsonaro em entrevista coletiva na portaria do Palácio Alvorada nesta manhã.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de coletivos estudantis pelo adiamento da prova.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário