Pipo Marques usa perfil para cobrar doação de empresário feita em live: 'Queria mídia'

Disposto a ajudar famílias com a arrecadação de cestas básicas a partir da realização de lives, Pipo Marques, filho do cantor Bell Marques, utilizou as redes sociais para saber o paradeiro de um empresário que teria prometido uma doação. De acordo com o relatos iniciais do músico publicado nos stories do Instagram, na segunda-feira (4), o homem em questão estaria só “pensando em mídia”.

“Durante a live, a gente recebeu muitas doações. Muita gente falava que não tinha como transferir naquele momento, porque já estava de noite, por isso e por aquilo, normal. E 99,99% das pessoas que falaram isso, doaram, se comprometeram e doaram. Aí me vem um conhecido meu e faz uma doação. Manda uma mensagem para mim e pede para doar, em nome da empresa dele, uma tonelada de alimentos”.

De acordo com Pipo, Bell realizou a mídia do doador durante a live, mas para o que ele classificou como “absurdo”, o rapaz estaria pensando só em divulgação.
“Depois da live, passou um tempo, eu fui falar com as pessoas. ‘Pô e aí? Como você prefere fazer a doação?’ O rapaz, simplesmente, me bloqueou no WhatsApp. Usei da minha boa intenção, achei que o WhatsApp dele poderia ter dado problema. Como eu estou na fazenda, pedi para uma pessoa da empresa ligar para ele. Ele não atendeu e quando retornou disse que estava numa reunião. Reunião em plena quarentena”, continuou.

Pipo chegou a tentar novas formas de entrar em contato, mas sem sucesso. Ele classificou a atitude do tal empresário como “meninice” e “molecagem”, “só por causa de mídia”. O cantor também questionou os seguidores se ele deveria marcar a empresa do rapaz no story. “Aprendam uma coisa, dar calote em doação é vaga garantida no inferno”, declarou o músico.

Um dia depois de relatar o ocorrido, nesta última  terça-feira (5), Pipo voltou a tocar no assunto, descartando fazer fofoca e divulgar nomes. Com a repercussão do vídeo feito na noite anterior, o empresário tomou conhecimento do fato e voltou a entrar em contato. “A pessoa já está realizando a doação, graças a Deus. Já está com todas as informações e acredito que [a doação] vai agora ser efetivada”.

O músico também contou que o doador chegou a se explicar sobre o fato, mas para ele não cabia “julgar”, muito menos ser “qualquer autoridade para saber se a história era verdade ou mentira”. “O que importa é que a doação vai ser feita e vai chegar a quem precisa”, disse Pipo, sem querer dar mais detalhes sobre o assunto e afirmando que o objetivo foi cumprido.

“As lives têm que ser tratadas com seriedade e com credibilidade. São um importante instrumento nesse momento, para ajudar as pessoas que estão precisando. Se cada um fizer a sua parte a gente consegue amenizar um pouco o sofrimento desse momento. Assunto encerrado. Pelo amor de Deus, parem de me atazanar. Chega de fofoca, eu não gosto dessas coisas”, finalizou.

*BahiaNotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário