Estudo mostra como o confinamento afetou a obesidade infantil

Pesquisadores examinaram 41 crianças com excesso de peso em Verona, Itália, e descobriram que as suas dietas, padrões de sono e níveis de exercício foram todos impactados negativamente pelas medidas de confinamento. Crianças que já eram obesas ou tinham excesso de peso antes da Covid-19, provavelmente viram a sua condição física piorar nos últimos meses de confinamento, segundo um novo estudo da Universidade de Buffalo.

Durante os meses de março e abril, as crianças examinadas comeram uma refeição extra por dia, consumiram mais 'junk food' e carne vermelha e beberam mais bebidas açucaradas. Além disso, dormiam mais meia hora e passavam quase cinco horas adicionais à frente de uma tela (celular, computador ou televisâo), todos os dias. Simultaneamente, a frequência do exercício caiu quase duas horas por semana.

Ainda assim, as crianças não alteraram o regime habitual de consumo de vegetais.

*notíciasaominuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário