OMS apoia movimento antirracista e pede cuidado em protestos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou ontem (8) apoio ao movimento antirracista e disse ser contra todos os tipos de discriminação. A organização destacou que os protestos devem acontecer com segurança e tomando cuidado com a transmissão da covid-19.

Os protestos contra o racismo no mundo começaram depois que George Floyd, um homem negro, foi morto por um policial branco em Minnesota, nos EUA. As marchas se alastraram pelos Estados Unidos e pelo mundo e milhares de pessoas vão às ruas todos os dias há duas semanas.
A organização pediu para que pessoas que estão doentes ou que tiveram contato com algum profissional da saúde ficarem em casa.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário